Paróquia São Domingos

Paróquia São Domingos

Pça Góes Calmon, S/N Centro CEP 44900-000 - Irecê - Bahia


Pároco: Pe. Jackson Jader Araújo
Telefone: (074) 3641-3406
Site: www.psdomingosdeirece.com.br

Caraíbas – Terra fundada por alguns homens que procuravam lugares melhores, pois, o seu lugar de origem, Macaúbas, na época não era das melhores. Após vários dias de viagem, chegaram em uma terra fértil com água fácil e sombra acolhedora. Aí se instalaram sob uma quixabeira ainda hoje existente.

Homens trabalhadores e firmes na fé, aqui construíram famílias.

Em 1914, na então Caraíbas, assim chamada por existir uma árvore com esse nome, contava com poucos moradores, estes, sentiram a necessidade de uma casa de oração. Foi então que os moradores Aristides Rodrigues Moitinho, Aurélio José Marques, Melquíades Rodrigues Moitinho, Severiano Rodrigues Moitinho, José Antônio A. Moitinho e Simplício R. Moitinho e outros resolveram construir uma capela. Tinham poucos recursos, mas muita vontade de ver seus sonhos realizados. Todos trabalharam, crianças, homens e mulheres. As crianças saiam com bandeiras pedindo auxílio, os homens fizeram todo o tipo de serviço, as mulheres limparam o chão, carregaram pedras, água, etc.

A família Cambuí, chefiada por Tertuliano Cambuí, trabalhou muito na construção daquela capela e fizeram duas doações importantes, que foram: O Sino e a Imagem de São Domingos, com a condição deste ser o Padroeiro. O primeiro Padre foi o português José Magalhães Costa, uma pessoa que semeou semente fértil na comunidade, deixando seus filhos com confiança e féem São Domingos, que todo ano em 04 de Agosto é tão bem comemorado.

São Domingos de Gusmão, nasceu em 1170, em Burgos, na Espanha. Tornou-se sacerdote aos 30 anos, iniciou seu apostolado com pregação e o ensino da Teologia, isto é, tudo sobre Deus. Muito trabalhou contribuindo para a difusão da devoção do Santo Rosário. Em 1201, fundou a Ordem dos Padres pregadores ou dominicanos. Recebeu a coroa de Santo graças ao amor e a dedicação na humildade como ele conduzia as coisas

Morreu em 1221,  em Bolonha na Espanha.

A Paróquia de Irecê, foi criada em 24 de setembro de 1939 pelo primeiro Bispo de Bonfim – D. Hugo Bressane de Araújo, conforme Livro de Tombo da Paróquia São Domingos de Irecê, que foi aberto na visita pastoral de 17 de maio de 1943 por ordem do Sr. Bispo Diocesano D. Frei Henrique Golland Trindade ºF.M. 2º Bispo de Bonfim pelo Vigário Pe. Leonel Guimarães, que como Vigário de Morro do Chapéu estava encarregado da regência da nova Paróquia de Irecê. Em 08 de abril de 1945 tomou posse da Freguesia na qualidade de Vigário Ecônomo o Pe. Zacarias Cerqueira Matto Grosso, Pároco do Morro do Chapéu,. No dia 10 de abril de 1946 o Pe. Zacarias Cerqueira de Matto Grosso, deixou as Paróquias de Morro do Chapéu e de Irecê voltando à sua Paróquia de Queimadas. De abril de 1946 até 16 de março de 1947 foi encarregado da regência da Paróquia o Pe. João Ramos Marinho, Vigário de Utinga. Nesta data (16 de março de 1947) assumiu a Paróquia de Irecê o Sr. Cônego José Soares França como Vigário Ecônomo, sendo Pároco de Morro do Chapéu. Pela provisão de 30 de janeiro de 1955 foi nomeado Vigário de Irecê e Pe. José Mendes da Silva que tomou posse no dia 13 de fevereiro de 1955. Foi o primeiro Vigário residente em Irecê. O mesmo deixou a Freguesia no dia 12 de novembro de 1957 e no dia 16 de novembro do mesmo ano o Sr. Cônego José Soares França assumiu de novo a Paróquia de Irecê como Vigário encarregado da Paróquia. Em 04 de agosto de1959 o Bispo Diocesano de Bonfim D. Antônio Mendonça Monteiro benzeu a primeira pedra da futura Igreja Matriz da Paróquia. Devido a uma enfermidade grave, o Sr. Vigário Cônego José Soares França em setembro de 1965, foi obrigado a retirar-se da Paróquia. No dia 17 de janeiro de 1966 foi nomeado Vigário de Irecê um padre italiano da Diocese de Régio Emília, Pe. Nilo Zaninni. No dia 17 de novembro de 1966 chegaram a Irecê dois padres italianos: Paulo Lucenti e Enzo Ferroni enviados pela organização C.E.I.A.L (Comissão Episcopal Italiana pro América Latina). O Bispo de Ruy Barbosa, D. Epaminondas José de Araújo nomeou os dois padres recém-chegados  vigários cooperadores de Irecê. Os três vigários (Pe. Nilo, Pe. Paulo e Pe. Enzo) começaram logo uma atividade em conjunto, com a intenção de procurar também leigos voluntários para atender melhor às necessidades pastorais e sociais do rebanho Ireceense. Em 29 de dezembro de 1966 chegou o primeiro leigo, o Sr. Alfonso Marazzi, italiano, engenheiro, para prestar serviço no próprio setor para um período de três anos. Ele elaborou a planta da nova matriz que no dia 4 de agosto de 1972 foi solenemente inaugurada em honra de nosso Senhor Jesus Cristo, o Bom Pastor, pelo Bispo Diocesano D. José Adelino Dantas com a assistência do Sr. Bispo de Réggio Emília Dom Gilberto Baroni e do Bispo da Barra D. Tiago Cloin. Esta nova Matriz de Irecê foi elevada mais tarde como a Catedral da nova Diocese. No dia 14 de fevereiro de 1967 o Pe. Nilo Zannini deixou a Paróquia e voltou à que já trabalhou alguns anos como vigário de Baixa Grande. Em 1979 veio da Itália. Em 1977 assumiu a direção da Paróquia, o Pe. Pedro Luiz Ghirelli, itliano, que já trabalhou alguns anos como vigário de Baixa Grande. Em 1979 veio da Itália, Paulo, Enzo e Pedro Luiz, o Padre Antônio Davoli.