Formação › 12/10/2017

Ah, dia 12, lindo!

 

Ah, dia 12, lindo!

A sua proximidade me faz tentar justificar a empolgação na afirmação acima. As comemorações dizem que é um dia especial.

Sim! Um dia muito especial: Para nós católicos, é uma data de grande devoção, pois nela celebramos a Solenidade de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil, com um toque muito mais especial: São 300 anos de Aparecida. Além disso, comemora-se o dia das crianças. Para os mais desavisados dessas informações, 12 de outubro de 2017, será um “feriadão no meio de semana que já anuncia o fim de semana”. Aqui, são três “exclamações” dadas à data. Outras podem surgir!

Tantas são as motivações para ela: temos as ofertas e promoções de brinquedos, roupas e diversão para as crianças, nas redes sociais todos trocam sua imagem por um desenho animado, protestando contra o abuso infantil, nas cidades diversas festas, nas Igrejas, Santuários têm as grandes peregrinações e novenas… E tantas outras que podem ser lembradas.

Como comentário para esse dia (mais que isso, quero fazer um voto), penso em partilhar uma lembrança gostosa…

Um refrão bastante conhecido, hoje, tão menos cantado na TV: “Criança feliz, feliz a cantar. Alegre a embalar seu sonho infantil. Ó, meu Bom Jesus, que a todos conduz, olhai as crianças do nosso Brasil”.

Cantei, quando criança. Cantei com as crianças nas celebrações. E quero “cantar” com você, catequista, pai, tio, tia, etc, aqui em nosso espaço. Estamos pedindo algo muito precioso: O olhar de Jesus, que “a todos conduz”, para as nossas crianças. É o que precisamos. De nossa parte, não podemos esquecer e nem se cansar de dizer para as crianças que elas são olhadas por Jesus. Sabe… penso que é o maior presente que pode ser dado.

Hum… Sobre o feriado. Que ele seja vivenciado em paz e harmonia. Que o dia 12 também seja o dia da família (não como data cívica), mas no sentido da reunião, da festa, do “macarrão com frango e guaraná”, da mãe ansiosa no portão esperando “os meninos” pra almoçar (um de 30, outro de 36, outra de 29 e outro de 43… mas sempre “os meninos”), do jovem casal que vai ter um dia inteiro para ficar olhando o (a) filhinho (a) recém-nascido (a), os três ali quietinhos e não precisa de mais nada, da vó gritando nervosa com seus 17 netos no fim de tarde (“querendo rezar o terço, mas o barulho não deixa”), das “muitas coisas do meu tempo de criança” que hoje não fazem tanto sentido, até mesmo para os pequenos.

E, em tudo isso, não deixemos de ir à casa da Mãe Aparecida!!! Que ela interceda por nosso Brasil, as crianças, as famílias. Ah, mais uma dica de presente: não deixe de dizer às crianças que temos uma Mãe no céu que olha por nós, junto com Jesus.

Feliz dia 12 de Outubro pra todo mundo!

Pe. Flávio Porto

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.